Yoorin Fertilizantes dá 5 dicas para fortalecer a saúde das plantas e gerar bons frutos

As plantas necessitam de diversos nutrientes para crescerem sadias, mas nem sempre o solo possui todos eles. Para que cada uma delas se desenvolva de forma eficiente e produza frutos saudáveis, são necessários não somente componentes como nitrogênio, fósforo e potássio, mas também outros elementos importantes que garantem boa sanidade e, especialmente, boa produtividade.

Atenta à essa questão, a Yoorin Fertilizantes, empresa especializada em transformar minerais em fertilizantes de alta eficiência agronômica, traz cinco dicas essenciais para ajudar na evolução e no desenvolvimento das plantas.

ANÁLISE QUÍMICA E CORREÇÃO DO SOLO
A correção da acidez do solo depende principalmente de uma boa amostragem. Dessa forma, a coleta de solo deve ser bastante representativa, sempre dividindo as áreas em glebas homogêneas, e no caso de culturas perenes, deve-se levar em consideração a época, a idade e a localização correta para retirada da amostra. A análise de solo é a melhor maneira para avaliarmos a fertilidade de um solo e nos dá informações precisas para corrigi-lo.

ADUBAÇÃO EQUILIBRADA
A recomendação de adubação consiste em proporcionar um equilíbrio das interações que ocorrem entre nutrientes no solo, de maneira que a planta consiga então absorver todos os elementos necessários para seu desenvolvimento. Assim como o solo, cada espécie de planta precisa e tem necessidades de determinados nutrientes em cada fase de sua vida.

FERTILIZANTES DE LIBERAÇÃO CONTROLADA
Adubos solúveis em água são bastante eficientes, mas por estarem sujeitos a perdas podem não estar disponíveis durante todo o desenvolvimento vegetativo da cultura. Dessa forma, sempre dê preferência a fertilizantes de liberação gradual, ou seja, que disponibiliza os nutrientes de acordo com a necessidade da planta e durante todo o seu ciclo.

IMPORTÂNCIA DO SILÍCIO
O Silício é o nutriente mais importante no que diz respeito à saúde das plantas e beneficia não somente a família das gramíneas, mas também outras espécies, tornando-as resistentes contra pragas e doenças. O Silício é um nutriente quase que obrigatório na prática da agricultura orgânica e está sendo largamente utilizado também nos cultivos de plantios convencionais.

VIDA NO SOLO
Além das práticas conservacionistas que evitam a degradação e perdas de solos, devemos nos preocupar também com a fauna existente sob o solo, como microrganismos que agem como probióticos ou agentes decompositores responsáveis pela ciclagem de nutrientes. Estima-se que existam mais de 1 milhão de indivíduos por metro quadrado de solo vivendo em perfeita harmonia. Com isso, a utilização de produtos isentos de cloro, acidez e salinidade se tornam propícios para fortalecer a saúde do solo e, consequentemente, a saúde das plantas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.