Congresso da Abag debateu as reformas trabalhista e tributária

Realizado anualmente desde 2002, o Congresso Brasileiro do Agronegócio (CBA), organizado pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), já faz parte da agenda dos principais formadores de opinião e dos executivos que atuam no agronegócio brasileiro. Este ano, a 16ª edição aconteceu no dia 7 de agosto, no Sheraton WTC, em São Paulo (SP), com o tema Reformar para Competir, que segue a linha das questões apresentadas e debatidas nos congressos anteriores.

Segundo o presidente da Abag, Luiz Carlos Corrêa Carvalho, o setor precisa ficar atento em relação aos ganhos de produtividade. “As novas revisões feitas pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e pela FAO, braço da ONU voltado para Agricultura e Alimentos, indicam uma taxa de crescimento bem menor na demanda mundial por alimentos nos próximos dez anos. Com isso, nós, produtores agrícolas brasileiros temos de ser ainda mais competitivos”, disse.

A palestra inaugural foi proferida pelo jornalista Carlos Sardenberg, que falou sobre o Brasil e as Reformas Urgentes. Nos dois painéis do evento, os debatedores e moderadores falaram sobre modernização trabalhista e reforma tributária. O dia também teve roda viva, sobre a nova geopolítica, e homenagens dos tradicionais prêmios Norman Borlaug e Ney Bittencourt de Araújo. Veja mais no site do Congresso. Durante a programação, a Editora Gazeta lançou o Anuário Brasileiro do Milho 2017.

16º Congresso ABAG - Painel Modernização Trabalhista Crédito foto: Gerardo Lazzari

16º Congresso ABAG – Painel Modernização Trabalhista. Crédito foto: Gerardo Lazzari

16º Congresso ABAG - Roda Viva Nova Geopolítica Crédito foto: Gerardo Lazzari

16º Congresso ABAG – Roda Viva Nova Geopolítica. Crédito foto: Gerardo Lazzari

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.