Na Inglaterra, Ministério da Agricultura defende mercado para o etanol combustível

Açúcar brasileiro na Europa

Em Londres, no 26º Seminário da Organização Internacional do Açúcar (OIA), que começou no dia 28 de novembro e termina hoje, dia 30, o Brasil está sendo representado por Cid Caldas, coordenador-geral de Cana de Açúcar e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Organismo com tradição no suporte ao mercado açucareiro mundial, a OIA monitora as ações mundiais para construção de um mercado internacional de etanol combustível.

É um foro privilegiado para o Brasil incrementar suas relações comerciais, com amplas possibilidades de negócios para exportação de tecnologia e equipamentos”,  disse Caldas.  O Seminário da OIA em 2017, “Sustentabilidade, Novos Caminhos a Seguir”, está se realizando simultaneamente à 28ª reunião da Associação Mundial de Plantadores de Cana de Açúcar e Beterraba.

Com a reforma do sistema de cotas da União Europeia, os produtores mundiais de açúcar deverão enfrentar novos desafios para demostrar que estão baseados no tripé de sustentabilidade social, ambiental e econômica. Esse será o grande pleito para o futuro do setor açucareiro”,  informou  Caldas. Líder mundial na produção de açúcar, com 50% do comércio internacional, em 2016 o Brasil exportou 29 milhões de toneladas, o que corresponde a US$ 10,4 bilhões.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *